Ata da AGE - Aprovação da proposta de desdobramento de desdobramento de 2 (duas) ações em substituição
Diminuir Fonte Aumentar Fonte VoltarVoltar ImprimirImprimir EmailEmail PDF DownloadDownload Compartilhe
MMX MINERAÇÃO E METÁLICOS S.A.
CNPJ/MF: 02.762.115/0001-49
NIRE: 3330026111-7
Companhia Aberta


ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
REALIZADA EM 23 DE JULHO DE 2007



I. DATA, HORA E LOCAL DAS ASSEMBLÉIAS: Às 09:00 horas do dia 23 de julho de 2007, na sede social da Companhia, situada na Praia do Flamengo, n° 154, 5° andar.

II. QUORUM:Acionistas signatários do livro de presença de acionistas e indicadosao final da ata, representando a maioria necessária do capital socialda Companhia para preencher os quora legais de instalação e deliberaçãodas matérias.

III. CONVOCAÇÃO:Editais de convocação publicados nos jornais Diário Oficial do Estadodo Rio de Janeiro e Valor Econômico, em suas edições de 06, 09 e 10 dejulho de 2007, nas páginas 9, 14 e 8 e C7, B7 e B9, respectivamente,conforme disposto no artigo 124, inciso II da Lei n.º 6.404/76.

IV. MESA:Nos termos do Artigo 24 do Estatuto Social da Companhia e ainda doArtigo 128 da Lei n.º 6.404/76, os acionistas presentes escolheram, porunanimidade e sem reservas, o Sr. Eliezer Batista da Silva para exercera função de Presidente da Assembléia, e o Sr. Paulo Carvalho de Gouvêapara exercer a função de Secretário da Assembléia.

V. ORDEM DO DIA:(i) Deliberar sobre a proposta de desdobramento das ações ordináriasescriturais sem valor nominal de emissão da Companhia na proporção de 2(duas) ações em substituição a cada 1 (uma) existente; (ii) Deliberarsobre a conseqüente alteração do Art. 5º do estatuto social daCompanhia; e (iii) eleger novo membro para o Conselho de Administraçãoda Companhia em substituição do Sr. José Luiz Alquéres.

VI. DELIBERAÇÕES: Depois de prestados os esclarecimentos necessários, os acionistas presentes, por unanimidade, decidiram:

(i) Aprovar o desdobramento das ações ordinárias escriturais sem valornominal de emissão da Companhia, passando cada 1 (uma) ação ordináriaexistente da Companhia a corresponder a 2 (duas) ações ordinárias,igualmente de emissão da Companhia.

(ii) Farão jus aorecebimento das ações desdobradas àqueles que forem acionistas daCompanhia com base na sua composição acionária de 30 de julho de 2007,sendo certo que tais ações deverão ser creditadas em favor destes em 31de julho de 2007, quanto então passarão a ser negociadasex-desdobramento.

(iii) As ações recebidas em virtude dodesdobramento ora aprovado participarão em igualdade de condições emtodos os direitos e benefícios que vierem a ser concedidos/distribuídospela Companhia, inclusive na distribuição de dividendos e eventuaisremunerações de capital que vierem a ser aprovados pela Companhia.

(iv) Alterar o “caput” do Art. 5º do Estatuto Social da Companhia, de formaa refletir o novo número de ações em que se divide o capital social daCompanhia, que passa então a ter a seguinte redação:

“Art. 5º. O capital social, totalmente subscrito e integralizado em moeda corrente nacional e bens, é de R$ 1.142.515.202,84 (um bilhão, cento e quarenta e dois milhões, quinhentos e quinze mil, duzentos e dois reais e oitenta e quatro centavos), dividido em 15.215.512 (quinze milhões e duzentos e quinze mil e quinhentas e doze) ações ordinárias escriturais e sem valor nominal”.

(v) Eleger para o cargo de membro independente, conforme definido noregulamento de  listagem do Novo Mercado da Bolsa de Valores de SãoPaulo – BOVESPA, do Conselho de Administração da Companhia o Sr. Luizdo Amaral de França Pereira, inscrito no CPF/MF sob o nº.014.707.017-15, e portador da identidade de nº. 028.49.359-1 IFP/RJ,brasileiro, casado, engenheiro civil, residente e domiciliado na Praiado Flamengo, nº. 154, 5º andar, CEP 22210-030, Rio de Janeiro, emsubstituição ao membro independente Sr. José Luiz Alquéres, tendo emvista sua respectiva carta de renúncia protocolada na sede daCompanhia. A nomeação do Sr. Luiz França Pereira será devidamenteformalizada por meio da assinatura do respectivo termo de posse nolivro próprio. O Sr. Luiz França Pereira declarou não estar incurso emnenhum dos crimes previstos em lei que o impeça de exercer suas funçõescomo conselheiro de companhia aberta, atendendo, portanto, a todos osrequisitos previstos no Artigo 147 e parágrafos da Lei n° 6.404/76,regulamentado pela Instrução CVM n° 367/02.

Clique aqui para ler na íntegra


Fale com RI
Fale com a MMX e tire suas dúvidas ou envie sugestões. Clique aqui
Alertas RI
Receba alertas da MMX e mantenha-se informado.
Copyright © 2010 MMX
Todos os direitos reservados
Política de Privacidade | Termos de Uso
RIWeb